quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Saindo...


Só o cheiro do café já faz me sentir melhor.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O sonho de muitos brasileiros


Toca o telefone... É uma Atendente OI...

- Alô.

- Alô, poderia falar com o responsável pela linha?

- Pois não, pode ser comigo mesmo.

- Quem fala, por favor?

- Edson.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Pessoas difíceis – I


Pessoas difíceis estão por todos os lados
Em todos os lugares nós encontramos pessoas difíceis. Em geral ninguém é perfeito – claro! -, mas tem gente que abusa. Consegue alcançar o nível máximo de ‘insuportabilidade’. Às vezes são assim e nem percebem, pensam que isso é normal e que todo mundo gosta. No entanto, tem uns que fazem de propósito.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal!

É, chegou o Natal. Tão rápido. Tão aguardado e festejado.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Análise musical – Românticos



Como, às vezes, me falta assunto para escrever para este super brog, e como eu sei que meus fieis e assíduos leitores (isso mesmo, você aí, nem adianta negar) não podem passar mais de um dia sem ler algo novo aqui, resolvi criar opções.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Desculpinhas...


Minha mãe, de vez em quando, fala que eu pareço um velho num corpo de jovem. E eu sempre concordei com ela. Tem certas coisas que eu não acho que sejam para mim. E com outras eu perco a paciência. Coisas que um jovem deveria aceitar numa boa, e até fazer parte.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Página no Facebook


Curta a página do Brog no Facebook: facebook.com/brogjoabferreira

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

A morte. Um abraço.


Tem coisas que acontecem em nossas vidas que não têm explicação. Simplesmente acontecem e pronto. Não há nada que possa ser feito para mudar isso. É só respeitar, aceitar e tocar o barco adiante. Mas nem sempre, ou melhor, nunca isso é fácil. Milhares de pensamentos vêm à cabeça. Centenas de possibilidades que poderiam ter mudado as coisas. No entanto, pensar assim só faz piorar a situação.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Fim do dia


 Quando o fim do dia chega
Minha cabeça fica virada
E não quero saber de mais nada

Quando passa das cinco e meia
Meu pensamento floreia
E o sangue, o peito bombeia

Meus olhos começam a embaçar
Meu estômago a embrulhar
E as mãos a tremelicar

O relógio começa a andar mais lento
No horário, eu continuo atento
E nem quero saber de usar o meu talento

Quando o sino da consciência toca
Vou embora, nem que seja de motoca
E correndo saio, sem esquecer de assinar o meu nome, que começa com jota.

(JF)

Dar presentes



 Como uma tarefa que parece simples, pode causar tanta dor de cabeça?

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Hoje eu queria


Hoje eu queria olhar da minha janela
E ver um mundo diferente lá fora

Hoje eu queria ligar o rádio
E escutar que as coisas estão melhorando

Hoje eu queria sair na rua
E saber que o futuro será bem melhor

Hoje eu queria ouvir os políticos falando
E acreditar que, no mínimo, as intenções são boas

Hoje eu queria conversar com as pessoas
E sentir que ainda há esperança para a humanidade

Hoje eu queria saber tudo que eu preciso
E mesmo assim ainda querer saber mais

Hoje eu queria olhar no espelho
E compreender que eu mesmo não me conheço

Hoje eu queria conquistar tanta coisa
E depois viver tudo de novo

Hoje eu queria...
Como queria!

Em luta por um Brasil melhor


Cerca de 250 bajaras (canoas movidas a motor de popa) estão a postos em frente à Santarém para barrar a passagem de qualquer navio da Mineração Rio do Norte, como forma de chamar atenção do mundo para a luta em prol da criação do estado do Tapajós.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

E então, a briga começou...



Minha esposa sentou-se no sofá junto a mim enquanto eu passava pelos canais. 
Ela perguntou, "O que tem na TV?
"Eu disse, "Poeira. "

E a briga começou...

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Como fazíamos sem espelho?




No século 14, o objeto custava mais caro que obras de pintores renascentistas
Vinicius Rodrigues
Provavelmente você dá uma olhada no espelho antes de sair de casa. Dentro de um elevador de paredes espelhadas, é certo que aproveita para ajeitar a roupa ou o cabelo. As superfícies que refletem a luz são tão fáceis de ser encontradas no ambiente urbano que é difícil imaginar o quanto elas foram disputadas no passado.

Sexta-feira


Mais uma semana chega ao fim
Quinta é o último dia,
Pelo menos pra mim...