quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Comunicado


Em virtude dos intensos trabalhos realizados nesta semana e, por consequência, meu grande desgaste físico e psicológico, não foi possível escrever qualquer texto (exceto este). Por isso, encarecidamente eu venho pedir aos meus inúmeros, assíduos e fieis leitores: não desistam do Super Brog! Ele é legal e gosta de vocês. Garanto que em breve estará recheado de muita coisa boa. Enquanto isso, se divirtam com as ruins que eu já escrevi.


Abraço!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Sinônimo de Macho

Vídeo super engraçado enviado pela mais que especial leitora do SB, Nana Guntcnjhksdfghflsr (ou algo assim). Fez minha madrugada um pouco mais risonha. Hahaha.

Muito legal para quem quer seguir a carreira de macho.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

6 mil acessos

6 mil acessos em pouco mais de três meses.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Mundo Vazio



Ele está sozinho
Em silêncio, se perdeu
Naquele quarto escuro
O mundo, para ele, se desfez.

Sentido para sair
E viver outra vez, ele não vê
Precisa de um motivo
Alguma coisa para sobreviver.

Lá ele foi abandonado
Ela nunca mais o visitou
Não deu satisfação
Sumiu, e não voltou.

Ele está morrendo
Seu coração não aguenta mais
Esperando a porta se abrir
Por muito tempo, talvez, ele vai ficar

Vai ficar...
Vai ficar lá até ela voltar
Só assim será feliz
Quando souber que pra sempre
O amor dela terá.

SB em: Sem Nada Para Fazer

 
Ideias que surgem do nada. 

Estava eu na minha super aula de Especialização em Jornalismo Científico quando me atentei para o fato de que muitas pessoas, quando estão entediadas, não encontram para distraí-las ou descontraí-las. Qualquer coisa que comecem a fazer, logo as enjoa e perde a graça. Ficam de saco cheio!

Eu gostei, pelo menos me distraiu até o final da aula. Hahaha. Espero que aprovem.

Abraços!

Banho de chuva


Chuva.

Como explicá-la? Uma mera definição, neste caso, não seria o bastante. Abrir o Google e pesquisar “o que é a chuva?” não solucionaria a questão. Lá, no sabe-tudo, chovem dezenas de respostas como esta:  

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Esboço




Quando o fim do dia chega
Os seus olhos quero ver
Sua beleza me acalma
Seu amor me faz viver
 
 
Eu não seria quem hoje sou
Se não fosse você ao meu lado
Na verdade eu nunca existi
Era um esboço mal rabiscado

Os dias não me assustam mais
Nem as tempestades me impedem de voar
As nuvens não encobrem mais meu céu
E com você, para sempre, eu quero ficar

Você me deu forma
Me ensinou a viver
Você me guiou
Me fez crescer...

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Os melhores presentes



É sempre bom receber presentes, independente do que seja. Gosto de ganhar muitas coisas. Quase tudo, na verdade. De graça... Esses dias recebi de presente de Natal (nem me importei com o pequeno atraso) quatro livros de presente. Isso, mesmo, quatro! Se eu soubesse teria enchido o saco para recebê-los bem antes. Mas valeu a pena esperar. E como valeu.
To mergulhado na leitura, por isso vou escrever bem pouquinho...

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Mulheres



Por Luís Fernando Veríssimo

Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa: elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós. Pare para refletir sobre o sexto-sentido. Alguém duvida de que ele exista?

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Vivendo de passado


Tenho pensado muito ultimamente – mais do que deveria, e gostaria – sobre várias coisas que não me deixam confortáveis. Pensamentos, como bem sabemos, se tornam difíceis de serem controlados. Com muita força de vontade eu acabo me vigiando, tentando deixar de pensar em certas coisas, principalmente nas que não me trazem sensações, lembranças ou imaginações boas. No entanto, inegavelmente, uma hora elas acabam me abocanhando.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Como o Facebook mudou nossas vidas?


A expansão das redes sociais na internet, em especial o Facebook, está a cada dia mais difícil de ignorar na sociedade. Na Grã-Bretanha, por exemplo, metade da população já é cadastrada no site. Especialistas se dedicam a estudar o Facebook em duas frentes básicas: o motivo de ele ter se tornado tão popular, e em que ele muda o comportamento das pessoas.

Quando a idade chega...

 
Se tem uma coisa que eu posso dizer com toda a certeza é: quando a idade chega, a gente fica velho. Hahaha. Brincadeiras à parte, afirmo que, para muitos - incluindo eu -, a idade nem precisa chegar tanto para que as coisas comecem a ficar diferentes.